Uma questão de energia

  • Temperaturas mais altas causam maior contração dos tecidos (imagem 1)1,2,3,4,5
    • O colágeno se contrai de forma previsível quando exposto ao calor, e temperaturas mais altas causam mais contração em menos tempo
    • Para ser eficaz, o tecido subdérmico deve ser aquecido a, no mínimo, 65 °C para que ocorra uma contração significativa do tecido
  • Dispositivos de radiofrequência padrão não conseguem aquecer além de 65 °C6,7,8
    • A temperatura ideal para a contração de tecidos é 85 °C, mas a maioria dos dispositivos de radiofrequência monopolar e bipolar padrão não consegue atingir essa temperatura rápido o suficiente sem causar um aumento preocupante na temperatura da pele
  • O Renuvion® aquece com segurança até 85 °C, permitindo a contração ideal do tecido e tempos de procedimento mais rápidos1,2,3,4,5,6,7,8,9
    • O Renuvion aquece até 85 °C apenas pelo tempo necessário para causar a contração máxima do colágeno e pode resfriar novamente até as temperaturas de base em menos de um segundo (imagem 2)
    • O rápido aquecimento e resfriamento do tecido permite um tempo de aplicação menor

Imagem 1

Imagem 2

Segurança desde a concepção

  • A energia exclusiva Renuvion — plasma de hélio e radiofrequência (RF) patenteada — permite o fornecimento precisamente controlado de calor ao tecido, com difusão térmica mínima6,10,11
  • O aquecimento rápido com resfriamento quase instantâneo (imagem 3) permite menor duração de ativação e, portanto, menor difusão de calor para a pele6
  • Estudos mostram que, ao usar as técnicas recomendadas, a temperatura na superfície da pele não sobe mais de 4 °C, tornando desnecessário o monitoramento incômodo da temperatura externa (imagem 4)6

Imagem 3 — Ilustração destacando o aquecimento da rede fibro-septal até o ponto de contração instantânea (85 °C), mantendo a temperatura da pele segura (≤ 41 °C)

Imagem 4 — A imagem térmica da coxa de uma mulher de 52 anos releva um aumento mínimo na temperatura da pele durante a 4ª passagem com o Renuvion

Feito com tecnologia comprovada

Um dos avanços mais empolgantes em tecnologia energética nos últimos 20 anos, o sistema Renuvion combina as propriedades exclusivas do plasma de hélio frio com a eficiência da energia de RF. Essa sinergia permite um alto grau de precisão e sempre com efeito térmico mínimo para o tecido circundante.6

O Renuvion tem autorização da FDA para corte, coagulação e ablação de tecidos moles durante procedimentos cirúrgicos abertos e laparoscópicos.12

    1. Feldman LS, et al. (eds). The SAGES Manual on the Fundamental Use of Surgical Energy (FUSE), ISBN 978-1-4614-2073-6.
    2. Chen SS, Wright NT, Humphrey JD. Heat-induced changes in the mechanics of a collagenous tissue: isothermal free shrinkage. Journal of Biomechanical Engineering 1997:109:372-378.
    3. McDonald MB. Conductive Keratoplasty: A Radiofrequency-based Technique for the Correction of Hyperopia. Trans Am Ophthalmol Soc 2005;103:512-536.
    4. Chen SS, Humphrey JD. Heat-induced changes in the mechanics of a collagenous tissue: pseudoelastic behavior at 37° C. J Biomech 1998;31:211-216.
    5. Wright NT, Humphrey JD. Denaturation of collagen during heating: An irreversible rate process. Annu Rev Biomed Eng; 2002;4:109-128.
    6. Duncan DI and Roman S. Helium Plasma Subdermal Tissue Contraction Method of Action. Biomed J Sci & ; Tech Res 31(2)-2020. BJSTR. MS.ID.005075.
    7. Diane Irvine Duncan (8 de março de 2019). Helium Plasma-Driven Radiofrequency in Body Contouring, The Art of Body Contouring, Alexandro Aguilera, IntechOpen, DOI: 10.5772/intechopen.84207. Disponível em: https://www.intechopen.com/books/the-art-of-body-contouring/helium-plasma-driven-radiofrequency-in-body-contouring.
    8. Zamora J, Roman S. Subcutaneous Neck Skin Plasma Tightening. Advances in Cosmetic Surgery 2019; 2(1):89-95.
    9. Kluska M, Nasseri S, Bobrovnikov V. Helium Plasma Versus Radiofrequency for Energy-Enhanced Liposuction: A Prospective Single-Blind Pilot Study (informe técnico). 2020. https://www.renuvion.com/clinical/.
    10. Ramsdell WM. Fractional Carbon Dioxide Laser Resurfacing. Semin Plast Surg 2012;26:125-130.
    11. Masghati S, Pedroso J, Gutierrez M, Stockwell E, Volker W, Howard DL. Comparative Thermal Effects of J-Plasma®, Monopolar, Argon, and Laser Electrosurgery in a Porcine Tissue Model. Surgical Technology International, 2019;34:1-5. PMID: 30825320.
    12. O Renuvion/J-Plasma® recebeu uma autorização geral e não foi classificado como seguro ou eficaz para uso em qualquer procedimento específico no tratamento de qualquer condição específica.
The Renuvion System

0